Estratégias Omnichannel

Omnichannel é a integração de diversos canais de varejo como loja física, e-commerce, uso fake ray ban sunglasses de aplicativos em dispositivos moveis, uso da media social, etc. Estes integrados entre si, permitem que o consumidor tenha a experiência de compra como um todo. wholesale jerseys Nos tempos atuais, para se adaptarem às demandas deste novo consumidor exposto a tantos estímulos, as empresas têm que estar atentas e procurar agir de forma inovadora e eficaz frente às necessidades deste consumidor. Continue reading

O hotel que interage com a cidade

O WZ Hotel originalmente construído nos anos cheap football jerseys 1970, foi reinaugurado recentemente em São Paulo, apresentando uma fachada reformulada e interativa, criada pelo arquiteto brasileiro Guto Requena. A fachada reage a estímulos externos, produzindo interessante efeito visual. ray bans sale Um aplicativo conectado a sensores instalados em placas metálicas no exterior do prédio coleta em tempo cheap oakleys real o som, a temperatura e a qualidade do ar do entorno, modificando as cores desta. Através de um processo paramétrico, aproximadamente 300 luminárias de LED proporcionam à fachada um padrão gráfico pixelado, inspirado no clássico “Game of Life” do matemático inglês John Horton Conway. Dias com boa qualidade de ar, lhe conferem tons verdes e azulados e dias mais poluídos a deixam com tonalidades mais quentes, avermelhadas alaranjadas.

<!– YouTube cheap jerseys Embed v4.1.1 –>

<iframe style="border: 0;" class="youtube-player" width="560" height="340" src="http://www.youtube.com/embed/8chwJCz6UNE?amp;modestbranding=1&fs=0&rel=0" cheap jerseys >

Guto, que já participou de vários projetos que misturam arte, design e tecnologia, como o Love Project, que Sample no ano passado contou com a curadoria de Taissa Buescu, em sua segunda fase, surpreende neste projeto ao usar a poluição atmosférica como agente de uma obra de arte. Ele batizou sua obra de “Criatura de Luz”, uma forma criativa de estimular e convidar os habitantes a interagirem com a cidade.

wzhotel_gutorequena_tracingtrends

Via Galeria da Arquitetura

América Latina “arrasa” na Expo 2015

Na Expo 2015 que abriu este mês, em Milão, e vai até 31 de outubro, trazendo o tema “Alimentando o Planeta: Energia para a Vida”, a América Latina mostra uma presença forte e representativa com seus pavilhões exibindo um design sustentável, inovador e alta tecnologia, especialmente o do Brasil e do México.

O pavilhão brasileiro

O espaço de 4.133m2, concebido pelo Wholesale Jerseys Studio Arthur Mattos Casas, com cenografia do arquiteto croata Marko Brajovic e curadoria de Eduardo Biz e Rony Rodrigues, apoia-se no tripé: aspectos tecnológicos, culturais e sociais. O conceito baseia-se no fato de o Brasil ser um grande produtor agrícola, com habilidade de estender sua produção de alimentos globalmente.

<div id="attachment_722" style="width: 730px" class="wp-caption jordan sale alignleft”>expo2015_milan_brazilianpavilion_tracingtrends_01

Via Studio Arthur Casas

expo2015_milan_brazilianpavilion_tracingtrends_02

Via Gazzetta

 

 Uma estrutura feita de corda metálica, criando uma rede aberta usada para cobrir o espaço, é uma grande metáfora para ” networking “ o que se relaciona com aspectos de flexibilidade, fluidez e descentralização que fazem do Brasil um dos grandes celeiros do mundo. A ideia foi trabalhar com o conceito de uma praça onde os visitantes pudessem “escalar”, de forma lúdica, sob esse espaço temporário. Abaixo da rede metálica, que se apoia em estrutura de aço cortem com painéis perfurados em tom alaranjado para lembrar o fértil solo brasileiro, surge um jardim pergolado com plantas nativas do Brasil. Rampas e escadas ao longo da estrutura central, dão acesso a uma segunda estrutura onde se localizam a área de exposição e um restaurante. Um design mágico e inspirador para provocar sensações que revelam a natureza acolhedora do país.

<div id="attachment_724" style="width: 730px" wholesale nfl jerseys class=”wp-caption alignleft”>expo2015_milan_brazilianpavilion_tracingtrends_03

Via Skyscrapercity

expo2015_milan_brazilianpavilion_tracingtrends_04

Via Dezeen

expo2015_milan_brazilianpavilion_tracingtrends_05

Via Dezeen

O pavilhão mexicano

O pavilhão do México homenageia a magnífica cozinha mexicana e seus ingredientes. Uma herança cultural da UNESCO e uma estória feita de cheap oakley sunglasses sabores, rituais e atividades comunitárias. O espaço também apresenta contribuição à produção global de uma série de produtos alimentícios com propriedades medicinais. O projeto, concebido pelo arquiteto Francisco López Guerra Almada, junto com Jorge Vallejo e o consultor e biólogo Juan Guzzy, baseia-se no milho, o cereal mais popular no México e com maior volume de produção global.

expo2015_milan_mexicanpavilion_tracingtrends_06

Via Domus

A estrutura de 1.910m2 é constituída de um volume envolvido por duas estruturas que lembram o totomoxtle, palha seca do milho. Sua fachada compõe-se de uma membrana que permite a entrada de claridade durante o alerta dia e deixa passar a luz à noite. No canto, no interior da estrutura, uma cascata dá vida aos jardins e convida os visitantes, ao longo de rampas em espiral, a explorar a herança gastronômica, ecológica e cultural do México. Platôs escalonados reproduzem as curvas de nível dos antigos terraços de plantação do país. A água vem da parte mais alta do pavilhão alçando os jardins. Fora, um espelho d´água reflete o perfil da fachada. No teto da estrutura, um jardim de vegetais e legumes revela a sustentabilidade dos ingredientes que conferem sabor à sua extraordinária cozinha. Os visitantes podem também interagir com o jardim e com as plantas existentes.

expo2015_milan_mexicanpavilion_tracingtrends_07

Via Expo 2015

expo2015_milan_mexicanpavillion_tracingtrends_08

Via Architectural Digest